Entendendo melhor o melasma.

Você está na categoria » Notícias
melasma-laser-co2-spectra-elektra_dermatologia_dermatologista_ronis

Melasma é uma mancha que ocorre preferencialmente na face, quase sempre em mulheres e eventualmente em homens, podendo gerar transtornos emocionais importantes.

Os tipos de melasma:
Melasma epidérmico: tipo de melasma em que há depósito aumentado de melanina na epiderme. (Epiderme é a camada mais superficial da pele).
Melasma dérmico: nesse tipo os depósito de pigmento ocorrem da Derme (camada mais profunda da pele), ao redor dos vasos superficiais e profundos.
Melasma Misto: aqui há um aumento de pigmentos tanto na epiderme, quanto na derme. Podendo ser mais concentrado em um ou em outro.

Quanto à localização ele pode se apresentar, mas comumente da seguinte forma:
Melasma de padrão facial
Melasma Malar: nas maçãs do rosto
Melasma centrofacial: ocorre na testa, bochechas, acima do lábio, nariz e queixo
Melasma mandibular
Também pode aparecer nos braços, colo e às vezes ombro e costas.

As principais causas para as manchas de Melasma:
Os estudos científicos mostram que não existe uma única causa definida para o melasma, mas alguns fatores são mais relacionados ao seu surgimento, entre eles temos:
Exposição solar,
Uso de anticoncepcionais e algumas outras medicações,
Gravidez,
Fatores hormonais,
Predisposição genética,
Exposição frequente a altas temperaturas (calor),
Estresse
Algumas doenças: como exemplo algumas doenças do fígado (Hepatopatias)
A maior parte das pessoas com melasma possui um histórico de exposição diária ou intermitente ao sol, embora também suspeita-se que o calor seja um fator subjacente. É mais comum em mulheres, aproximadamente 90% dos casos, e àquelas com tons de pele mais escuro tem mais probabilidade de apresentar a doença.

São diversos os fatores que podem desencadear o surgimento do melasma, dentre eles:
Exposição ao sol, pois a luz ultravioleta estimula os melanócitos (que produzem os pigmentos de cor da pele, a melanina). Apenas uma pequena quantidade de exposição solar pode fazer com que o melasma retorne, mesmo em uma pessoa que já o tratou anteriormente, e essa é uma das principais razões de porque os casos aumentam no verão.
Mudanças hormonais causadas pela gravidez, uso de pílulas anticoncepcionais ou repositores hormonais, além das endocrinopatias, como as doenças da tireóide
Produtos cosméticos para o tratamento da pele que acabam por irritá-la podem piorar os episódios de melasma.

Cuidados para o tratamento do Melasma:
Existem diversos tratamentos para o melasma, todos querem eliminar as manchas do rosto, mas alguns cuidados são essenciais e sem eles dificilmente se alcançará bons resultados:
1.Evitar se expor ao sol: esse é o principal cuidado no tratamento de melasma. O sol é o principal responsável pelo seu surgimento.
2.Usar Filtro Solar adequadamente: para um bom tratamento do melasma o Dermatologista provavelmente vai te prescrever um filtro com boa proteção UVB (FPS) e UVA (PPD). Você deve reaplicar várias vezes ao dia. Ideal a cada 2 ou 3 horas. Os tratamentos para melasma variam, mas é importante que o paciente sempre se proteja contra os raios ultravioleta e a luz visível, além de procedimentos para o clareamento e uso de medicamentos tópicos e/ou orais. O protetor solar deve ter FPS mínimo de 30 e um PPD mínimo de 10.

Tratamento a Laser para Melasma:
Apesar dos vários métodos de se tratar o melasma hoje, o tratamento a laser é o que tem se mostrado mais eficaz. Quando falamos em “Tratamento a Laser para Melasma” estamos falando de tecnologias com resultados muito bons, mas que devem ser executadas por um profissional treinado e que tenha muito cuidado e critério na escolha do melhor tratamento.
O Laser Nd-YAG QS ( Elektra ): tem alta afinidade pela melanina e não provoca aquecimento da pele. Por isso é o melhor laser para tratamento do melasma disponível atualmente. Devem ser feitas várias sessões com intervalos de 1 a 2 semanas. Além dos cuidados em casa. É o Laser mais seguro para esse tratamento, não causa efeito rebote, pode ser feito em qualquer época do ano desde que respeitadas as orientações do Dermatologista.

Observação: Ainda não existe nenhum tratamento definitivo para o melasma, por isso o acompanhamento que é feito posteriormente com o seu dermatologista é muito importante. Se depois de começar o tratamento do melasma o paciente notar que a pele escureceu, está irritada ou apresentou algum outro problema deve-se contatar o médico o quanto antes.

Tratamento caseiro de Melasma:
A maioria dos tratamentos do melasma, como ácidos e clareadores podem causar irritações e até mesmo, como efeito colateral, manchar, por isso, você deve utilizar apenas aquilo que o seu dermatologista prescrever, evitar receitas caseiras ou medicamentos passados para outras pessoas.

Dica: Em casa e no dia a dia, uma coisa que você pode fazer e tem importância grande no tratamento é cuidar dos seus hábitos. Evitar a exposição excessiva ao sol e usar o seu filtro solar regularmente. De preferência com FPS 60 ou aquele que o seu dermatologista determinar.

O quê devemos esperar dos tratamentos para melasma:
O melasma é considerado uma doença crônica, com períodos de melhora e períodos de piora. No entanto, na maioria dos casos a expectativa é boa. Por se desenvolve de forma lenta, você deve ter paciência, pois o clareamento também tende a ser lento. Busque sempre a estabilização dos benefícios já alcançados. E tome muito cuidado com soluções milagrosas, que prometam cura total ou sem riscos nenhum.

As Complicações do tratamento para o melasma:
Quando não for bem indicado ou não forem tomados os devidos cuidados, os tratamentos das manchas podem não surtir efeito ou, eventualmente até piorar as manchas.
E quando não há melhora das manchas?
A maioria dos casos que não obtém sucesso no tratamento, a razão é porque o paciente continuou se expondo ao sol sem os devidos cuidados ou de forma excessiva.
Com um tratamento correto e tomando todos os cuidados diariamente é possível que os episódios de melasma não voltem a se repetir, apesar da doença ainda não ter cura.

Procure um médico da sua confiança. O seu dermatologista poderá te orientar sobre os melhores tratamentos.

Por: Ronis Silva CRM-TO 2787.

 

Agendar consulta no (63) 3214-5536.

Sempre procuramos oferecer as melhores tecnologias para avaliação facial e corporal
  • Tecnologia 3D mapeia rugas da pele para facilitar tratamento Criado para diagnosticar os principais problemas da pele, um novo aparelho de tecnologia 3D tornar mais fácil a busca por uma aparência cada vez mais perfeita.
  • É o exame para o diagnóstico e prevenção do câncer de pele. Ele foi desenvolvido para que fosse possível, por meio da análise de uma fotografia ampliada das pintas na pele, identificar lesões de risco muito antes do olho do dermatologista.
  • O sistema InBody utiliza o que existe de mais avançado em bioimpedância, capaz de aliar precisão, praticidade e rapidez, fornecendo dados completos sobre a sua condição atual e orientação sobre sua composição corporal ideal.